segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Intolerância x corrupção, o retrato do 2 turno!

intolerância x corrupção


Depois de quatro anos de crise política e econômica, os brasileiros tiveram a chance neste domingo (07/10) de virar uma página na história do país. O resultado das urnas mostra, porém, que eles preferiram aprofundar a crise e levar para o segundo turno da eleição presidencial os dois candidatos mais rejeitados do país.


O populista de direita Jair Bolsonaro (PSL) recebeu mais de 46% dos votos e por pouco não levou a Presidência já no primeiro turno. Em segundo lugar, Fernando Haddad (PT), indicado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, somou 29% dos votos. A julgar por esses resultados, o populismo de direita sairá vitorioso no dia 28 de outubro.



O resultado deste domingo é fruto de uma eleição de mal-informados. As pesquisas de intenção de votos erraram em várias previsões. Os analistas subestimaram Bolsonaro e superestimaram os partidos do establishment e suas métricas ultrapassadas, como tempo de TV e alianças políticas. Grande parte dos eleitores, por sua vez, confiou nas redes sociais, principalmente em memes de Whatsapp, como fonte de informação. As opiniões moderadas e o debate programático foram atropelados por uma avalanche de notícias falsas e fanatismo.
Não é que os brasileiros não tivessem escolha. Outros candidatos na corrida presidencial teriam possibilidade de conduzir o país por águas menos turbulentas. Mas a vontade popular escolheu o embate entre polos opostos. O radicalismo foi a opção democrática da maioria.




Essa escolha diz muito sobre as contradições dos brasileiros. Ao mesmo tempo que querem combater a corrupção, flertam com o autoritarismo justamente no momento em que o combate à corrupção mais avança, investiga e pune poderosos. Ao mesmo tempo que querem superar a recessão econômica, escolhem políticos que terão imensos problemas para governar. Se escandalizam com a estatística de 60 mil homicídios por ano no país, mas ignoram que a vasta maioria dos mortos são homens negros de baixa renda, os mesmos que serão assassinados sistematicamente, com apoio da população, se a polícia receber carta branca do Estado para matar.


O Brasil chegou a esse ponto por uma combinação de fatores que vêm fermentando na sociedade pelo menos desde 2013, quando milhões de pessoas foram às ruas insatisfeitas com o sistema e, desde então, seguem estabanadas tomando decisões que apenas pioram a própria situação.


Ao não conseguir dar uma resposta a reivindicações populares difusas, os políticos tradicionais perderam a confiança da população. A centro-direita democrática se enredou em alianças para viabilizar o impeachment de Dilma Rousseff, embarcou no governo impopular de Michel Temer e não conseguiu dar a volta para produzir um candidato viável que atendesse aos anseios do eleitorado conservador. Mesmo depois de assistir a fenômenos como o Brexit, Donald Trump e a onda populista na Europa, não conseguiu se organizar para frear a extrema direita.




A centro-esquerda, por sua vez, rachou após o PT querer apostar a todo custo na figura do ex-presidente Lula, político mais amado e odiado do país. Preso há seis meses por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula diz que é vítima de lawfare, e sua candidatura virou estratégia de defesa processual. Para defender Lula, seu partido se recusou a abrir mão do protagonismo na eleição de 2018 e acabou prestando um desserviço à esquerda, já que grande parte do apoio a Bolsonaro é fruto apenas do ódio ao PT.


Assim, a inépcia da centro-esquerda e da centro-direita jogaram os eleitores nos braços de populistas autoritários, racistas, homofóbicos e misóginos. Com suas soluções simples para problemas complexos, eles conquistaram um eleitorado que não tem paciência para nada que exija mais reflexão do que um post de rede social que reafirme seus próprios preconceitos. Pois muitos dos 46% que votaram em Bolsonaro neste domingo são, sim, racistas, homofóbicos e misóginos como seu candidato. Outra parte se perdeu na neurose da ameaça comunista, que não existe. 



E quando uma parcela tão grande da população embarca na lógica do "não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe", que chances têm os democratas contra os populistas?




Por Francis França, editora-chefe da DW Brasil



quarta-feira, 8 de agosto de 2018

FEMINICÍDIO, Quando a lágrima vira sangue.

Mortas de todas ás formas de toda maneira , não importa a sua religião, cor ou classe social, mulheres são mortas por simplesmente serem mulheres, um número que crescer e assusta e a única pergunta que fica diante de tudo isso é, até quando? até quando uma mulher vai ser morta pelo seu namorado, marido, amante , amigo não importar o que seja, o importante aqui é onde iremos chegar com essa violência .


Todos os dias assistimos, ouvimos, e quando ao menos somos chamados atenção pela notícia somos convidados diariamente a assistir um crime bárbaro, um crime onde os motivos é relevante demais , onde simplesmente morrer por ter a condição de mulher, por ser frágil e por estar muitas das vezes ao lado de covardes, de monstros que abusam dos limites.


Estamos diante atualmente do caso do casal spitzner , onde o marido covardemente bate, humilha, massacra , maltrata e mata sua esposa , sem a menor chance de defesa, é assim que o Brasil se apresenta ao mundo, aos noticiários uma média de 12 mulheres assassinadas todos os dias no Brasil , não é por ciúmes, não é por brigas, não é por absolutamente nenhum motivo relevante de um relacionamento qualquer , o motivo é que homens covardes que se acham de certa forma "valentes" na verdade passam muito longe disso e matam suas companheiras por puro motivo fútil .




Em 2017 houve um aumento de  6,5% em relação ao ano de 2016, foram registrados 4.201 homicídios só de feminicídios foi mais de 800 casos , o Brasil tem a cada 2 horas uma mulher morta por ser mulher, pelo seu gênero , o Brasil ocuparia 7ª posição entre as nações mais violentas para as mulheres de um total de 83 países caso a gente fosse considerar o último relatório OMS, (organização mundial da saúde)


segundo o estudo do G1 onde foi feito um levantamento houve uma relevância de 16,5 % em relação a 2016, um verdadeiro chacina contra nossas mulheres.


Como se fosse pouco para elas, além do assédio, da violência verbal , da discriminação, além das diferenças salariais , além ser ridicularizada e vulgarizada todos os anos com os carnavais , com ás músicas depreciativas, ás mulheres além tudo isso que já sofrem podem simplesmente nem ver o dia nascer porque no dia seguinte poder ser que ela vire estatísticas , entre no mapa da violência , do feminicídio .



É quase impossível abrir o jornal e não se deparar com um caso de mais uma mulher morta pelo ex, pelo atual, pelo que um dia jurou amor e no final restou e ofereceu somente dor e lágrimas, é revoltante não só o feminicídio mais o descaso por parte do estado, onde até hoje não se investiu em campanhas , em alertas , em absolutamente nada, o problema se repete todos os dias e a cada duas horas e a revolta ,ás campanhas tudo é iniciado por essas guerreiras, que não estão aqui pedindo privilégios, mas sim o direito a vida, o direito a liberdade de poder sair a hora que quiser, com a roupa que quiser e volta viva, ser respeitada por onde passar.



Quando se mata uma mulher se mata um pedaço do futuro de uma nação, porque ás mulheres já sofreram e sofrem demais em um país onde elas são a força do trabalho, onde 40% dos lares brasileiros são chefiados por elas, a mulher entrar na vida de um homem e muitas vezes é traída e abandonada pelo seu companheiro , quantas e mais quantas mulheres solteiras , mães com dois, três filhos passando aperto , mendigando não somente uma pensão alimentícia , mas dignidade para criar seus filhos , filhos esses que não foram feitos sozinhos, o homem têm sua participação porém poucos representam esse papel mas na frente. 



Quando se mata uma mulher, mata uma filha, uma mãe, uma irmã , mata um exemplo, impossível alguém ter chegado a vida adulta sem ter um pouco da sabedoria que uma mulher lhe ofereceu, mulheres são complicadas, são chatas ,são loucas, mais são frágil , são delicadas ,sensíveis e mais que uma simples homenagem no dia 8 de março , mulheres merecem respeito, merecem cuidado, merecem viver.


A violência contra nossas guerreiras cresce , e junto com isso cresce também a luta pela igualdade, pelo respeito, pelos direitos conquistados e desrespeitados ,cresce a defesa, a proteção a atenção, ás mulheres não estão sozinhas, elas são milhares , em 2012 era uma estimativa de 100,5 milhões de mulheres no Brasil , imagine hoje, ás mulheres em 2016 ocupavam 44 % das vagas no mercado de trabalho , e alguém ainda dúvida que elas são guerreiras , batalhadoras , mulher ta conquistando seu espaço e quando não têm espaço ela chegar e mete a cara, porque elas cansaram de depender dos homens , cansaram de aceitar apenas aquilo que lhe davam e hoje elas estão correndo atrás do que realmente merece, estão longe de conseguir igualdade até porque de justo no Brasil só nossas calças.




Mulheres tem seu valor, e já passamos da hora de aceitar e acima de tudo de respeitar isso,
violência contra mulher seja ela qual for não aceite nem ver nem sofrer denuncie

180 é o telefone para denúnciar e sonhar com um final diferente para nossas mulheres. 



sexta-feira, 3 de agosto de 2018

O império da apple

Quem disse que um sonho não pode se tornar realidade certamente não conhece a história da Apple 




O que temos aqui vai muito mais além de telefones modernos e tecnologia, a apple ensinar ao mundo duas lições, a primeira e que devemos sempre acreditar nos nossos sonhos e a segunda lição é que temos que lutar para tornar esse sonho realidade.





No dia histórico a empresa Apple se tornou a única empresa do mundo a valer 1 trilhão, isso por si só já seria um feito absolutamente incrível , mas fica difícil acreditar que uma empresa que começou em uma garagem conseguiu chegar até onde chegou, e provavelmente não irá parar tão cedo. 





A Apple é uma das maiores empresas de equipamentos eletrônicos e softwares do mundo, foi fundada em 1976, tendo como seus fundadores os estudantes Steve Jobs e Steve Wozniak. Tudo começou com o Apple I, criado por Wozniak nas horas vagas. Os amigos decidiram tentar vender o projeto para as empresas HP e Atari, porém ambas negaram, dizendo que computadores pessoais não teriam futuro no mercado.
Vista a descrença de grandes empresas em seu trabalho, a dupla decidiu produzir os computadores com seus próprios recursos e vender por conta própria. O Apple I não fez tanto sucesso, foram vendidas cerca de 200 unidades, a 666 dólares cada. Atualmente o Apple I é peça de coleção, e vale cerca de 50 Mil dólares.




E no dia 02 de agosto de 2018 a Apple fez história, quando chegou a marca de valor de mercado de 1 trilhão cerca de 3,76 trilhões de reais , pelo câmbio atual em valor de mercado em Wall Street, quem poderia imaginar que uma empresa criada dentro de uma garagem iria chegar tão mais tão longe assim, vocês não têm ideia da magnitude disso,  só pra se ter uma ideia a Apple tá valendo mais que ás 360 empresas listadas na bolsa de valores de são paulo , a Apple é a primeira empresa americana de capital aberto a atingir a marca com esse valor a Apple deixar rivais no caminho como Amazon, alphabet(dona do google) e a Microsoft .



Apple talvez hoje seja a marca mais desejada do mundo, e isso é notável a cada lançamento feito pela empresa , a bastante tempo a apple deixou de ter clientes hoje ela têm fãs , fãs da tecnologia, do acabamento, da qualidade , fãs da modernidade, pois bem é verdade um iphone hoje é caro , mais seus criadores pagaram mais caro para construir o império que têm hoje.




A verdade e que Steve Jobs reinventou muito mais que um simples  mercado da tecnologia, ele mostrou a todos nós que nunca devemos desistir dos nossos sonhos, ele poderia ter desistido , poderia ter deixado pra lá, ter deixado para uma outra hora, mas pra ele a hora era agora, o momento era agora e ele foi lá e fez, Steve Jobs ensina que somos bem maiores do que achamos que somos, somos bem maiores e temos sonhos maiores , o que precisamos ter é ousadia, coragem e trabalhar duro todos os dias pelos nossos sonhos, só assim seremos realizados , é muito mais que sonhar é te coragem de ir atrás , de buscar, de correr, é tudo ou nada, é agora ou nunca, o que passou simplesmente passou e não volta mais, chegar de se lamentar pelo que não deu certo e vamos focar no que realmente queremos que de certo dessa vez, um sonho sem luta é apenas um sonho, um sonho com luta é uma quase realização.


Lute pelo sonho HOJE! 




terça-feira, 13 de março de 2018

Nova colunista Daiane Monteiro



O blog coloka na kbça têm a honra de apresentar Daiane Monteiro a sua nova colunista social .




Natural de São Paulo -SP, 22 anos de puro carisma e beleza 👌 Daiane Monteiro chegar ao blog coloka na kbça como a mais nova colunista social, trazendo inúmeras novidades sobre beleza e cuidados e também sobre assuntos que envolvem a questão estética no geral , blog coloka na kbça desde já inovador.







Gostou da Day, siga nas Redes sociais oficiais :
Facebook Daiane Monteiro
Insta : _daaymonteiro








Curta nossa página no facebook " coloka na kbça"  conteúdo de verdade!




quarta-feira, 7 de março de 2018

Síria " A DOR DA GUERRA."

Tristeza, Sofrimento e Intolerância são basicamente a definição da síria, um retrato que até hoje deixa pessoas no mundo inteiro perplexos com a violência e a falta de amor ao próximo. 


Um mundo cada vez mais revolto , um mundo cada vez mais cheio de ódio, uma sociedade alimentada pela angústia de dias melhores que nunca vêm, a síria é um retrato de tudo , podemos afirmar que é um reflexo do mundo atual , tomado pela violência e pela a intolerância , um mundo cada vez menos humano. 


Agora estamos no mês de março do ano de 2018 e até o momento segundo dados oficiais da Unicef  a guerra na síria já deixou mais de 1.000 crianças entre mortas ou gravemente feridas, o mundo já se tornou um inferno a muito tempo o que ainda não sabíamos era que tantos inocentes que mal sabem se expressar iria sofrer tanto com uma guerra que eles não são culpados.


É praticamente impossível não se sensibilizar com tamanha crueldade , são apenas crianças que deveriam está brincando, estudando, se divertindo e aprendendo ao invés disso são tratados como simples levantamentos de mortos ou feridos.


O mundo pede paz a muito tempo, mas é só terminar uma guerra para começar outra e esse ciclo vicioso nunca tem fim, cada dia mas ás manchetes de jornais vêm com sangue inocente estampado na primeira capa e a sociedade viver normalmente achando que isso não afeta o mundo inteiro, no lugar da compaixão ficou os interesses pessoais de cada um, e o mundo segue em um caminho obscuro e covarde , onde provavelmente alguém NÃO vá enxergar a dor do outro por está muito ocupado .


5,3 milhões de crianças precisem de assistência humanitária na Síria, e você deve está aí preocupado com o atraso do ônibus ou o resultado do jogo de futebol, colocamos nossos problemas como problemas de primeiríssima grandeza sendo que no exato momento em que fazemos isso , uma criança fica mutilada ou até mesmo morre sem ao menos ter o direito a defesa. 



Olhar para uma imagem dessas e não refletir a dor do próximo é com certeza a falha mais grave do ser humano , da falta da humanidade, são crianças que precisam de carinho, amor, atenção , educação e acima de tudo cuidados, mas a realidade é triste e cega os olhos da humanidade que tá bem ocupada , consumindo ,se divertindo e muitas vezes até fazendo pouco caso do que acontece no mundo.



É no mínimo devastador ser uma criança e viver tão cedo a dor da guerra, muitas vezes sozinha por perder os pais em algum atentado mas próximo , muitas vezes sem ajudar e sofrendo por estarem feridas, mutiladas ou quando simplesmente morrem de dor por não ter condições de suportar tamanho fardo por ter um corpo frágil e por ser somente uma criança.



Aos que sobrevivem restam conviver com ás sequelas e ficar como lembrança ás cicatrizes de uma guerra pelo qual muitos não têm culpa e muito menos entendimento para compreender tamanha tragédia, é triste é desumano e lamentavelmente real.


E o que podemos dizer sobre a dor dos pais que convivem diariamente carregando o corpo dos filhos vitimas da guerra? já é triste perder um filho diante de qualquer razão , imagine quando esse filho é morto em uma guerra causada por interesses e intolerância , é lamentável e talvez indescritível tentar encontrar palavras para ao menos imaginar a dor de um pai carregando o corpo do filho para ser enterrado.



Em cinco anos a guerra na Síria deixou 400 Mil mortos entre adultos e crianças e outros 70 Mil morreram por falta de cuidados médicos ou por falta de água , segundo o jornal britânico "The Guardian " , ás estatísticas da ONU fala que em 18 meses a guerra na  Síria matou mais de 250 Mil pessoas , não são somente números impressionantes , são decepcionantes também , porque se tratam de vidas , muitas delas , vidas inocentes de crianças que estavam começando a viver e sequer tiveram o direito de prosseguir com suas vidas.


O número de feridos chega a 1,9 milhões de pessoas , a expectativa de vida no país caiu de 70 anos em 2010 para 55,4 em 2015,  ás perdas na economia são estimadas em 255 bilhões de dólares, segundo o Guardian, um país onde o intolerância se fez valer, e a pergunta que nos resta fazer é até quando o mundo vai fechar os olhos para o sofrimento alheio?, até quando  o mundo vai se fazer de surdo para os pedidos de socorro?, até quando o mundo vai se calar diante da barbaridade que o mundo está sujeito todos os dias?

ATÉ QUANDO?




A inocência de uma criança ao cuidar da irmã e tentar imaginar o porque se encontrar nesse pesadelo nos remente a pensar do que andamos reclamando ultimamente ,quais são os nossos problemas? será que realmente são problemas graves, sérios ? será que são maiores? ou sem solução? são perguntas que devemos fazer diante dessas imagens que retratam a dor da guerra na Síria, será que realmente podemos parar de reclamar tanto da vida que levamos e que escolhemos viver e agradecer a Deus pela oportunidade de tá vivo, bem e com saúde?  e ao mesmo tempo pedir misericórdia aos nossos irmãos e crianças que estão vivendo em situação de perigo na Síria?


O sofrimento não tem raça, não tem cor, não tem religião ou idade, o sofrimento chegar para qualquer pessoa em qualquer fase da vida, ás vezes estamos bem, com saúde e disposição sofremos um acidente de trânsito e quando notamos estamos preso o resto da vida em uma cadeira de rodas, ás vezes estamos sorridentes, curtindo, viajando , bebendo e em um exame de rotina descobrimos que estamos com um câncer em fase terminal e a vida mudar de direção , a vida é incerta , hoje o sofrimento é do outro lado do mundo , amanhã pode ser dentro da sua casa , e aí devemos parar e pensar, o quanto somos ingratos por não agradecer a Deus o dom da vida, por não agradecer o ônibus lotado que nos levar ao trabalho, por não agradecer o emprego que temos e o salário que nos sustentar e paga nossas contas , por não agradecer o pão nosso de cada dia ou até mesmo um copo com água , algo ás vezes tão simples porém algo que nesse exato momento está fazendo bastante falta do outro lado mundo, reclamamos da saúde publica e esquecemos que nesse exato momento existem milhões de pessoas sem ao menos ter hospitais por perto, reclamamos o tempo todo, de algo, alguém ou até mesmo da vida, e esquecemos que nessa exata fração de segundos alguém perdeu a vida .



QUAL É O SEU PROBLEMA MESMO? 

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

QUE TIRO FOI ESSE?

Quando a violência é a linguagem de um país a ignorância se torna fonte de educação.




De norte a sul do Brasil , é tiro pra todo lado e ver alguém caindo baleado acredite não é engraçado, já vi muita mãe de luto os filhos acendendo a vela, se me perguntar que tiro foi esse? É o tiro sangra a favela, é  o tiro que mata o sonho de uma vida melhor e da esperança é o tiro que mata o sorriso do rosto de nossas crianças ,  que tiro foi esse? Que a polícia chama de bala perdida, que tiro foi esse?  Que todo ano mata milhões de vidas, que tiro foi esse? Que tira o  foco da corrupção , é o tiro que mata inocente no meio da guerra polícia e ladrão .





A falta de educação gerar ignorância e a ignorância gerar violência, e pode não fazer muito sentido pra você que viver na cobertura do seu apartamento e com segurança particular, mas acredite a violência não ver dia nem hora nem lugar, ela simplesmente acontece para o preto favela ou para o empresário milionário , cedo ou tarde ela acontece .




A falta de educação e o aumento da violência está mas ligado do que você pensar, e todo aquele dinheiro desviado pelos vagabundos políticos é justamente o principal motivo da falta de investimento tanto na área da educação onde muitas escolas se quer tem uma merenda decente até mesmo nas condições dignas de trabalho para a polícia, o descaso é de ponta a ponta e enquanto a população sofrer com os ratos corruptos do senado e na câmera eles estão por ai desfilado com suas malas de dinheiro , dinheiro esse que poderia ter outra utilidade, mas não no país da corrupção, onde só pobre e preto pegar prisão. 




Nossa tragédia diária nos últimos anos atingiu contornos inimagináveis: apenas em três semanas são assassinadas no Brasil mais pessoas do que o total de mortos em todos os ataques  terroristas no mundo, nos cinco primeiros meses de 2017, que envolveram 498 atentados, resultando em 3.314 vítimas fatais, que tiro foi esse? pode ser a bala perdida que pode atingir seu pai ou sua filha, infelizmente essa é a realidade brasileira a qual estamos sobrevivendo sem data ou hora marcada para o pior.



Não adianta ir fazer protestos na avenida paulista se nas eleições o voto é vendido por qualquer troco de bala, a violência tá aí e direto ou indiretamente somos culpados, como querer reduzir a marginalidade se no poder colocamos bandidos de terno e gravata?  impossível o exemplo tem que partir de cima e quando o país inteiro tá afundado em corrupção não é meio difícil encontrar uma solução , por isso é tão importante analisar bem na hora de votar , estudar ás propostas e não a melhor música da campanha, o Brasil só mudar se o brasileiro mudar, se o brasileiro entender que tudo tá ligado a tudo, se eu escolho bons administradores HONESTOS para levar o Brasil pra frente com certeza vamos ter recursos para educação, saúde e segurança e tendo isso temos qualidade de vida, o brasileiro precisar entender que ele é o patrão, que o político eleito não tá fazendo nenhum favor e sim sua obrigação e pode ter certeza eles são muito bem PAGOS para exercer essa função.




A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota.

Jean- Paul Sartre




sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Retrospectiva 2017

Fatos que foram notícias , fotos que marcaram 2017, começa agora a Retrospectiva de um ano que ainda não terminou. 



RETROSPECTIVA 2017 






JANEIRO DE 2017

Não é novidade o descaso com a segurança pública no Brasil , mas em 2017 o cidadão sentiu na pele a face do terror, foram rebeliões , assassinatos , balas perdidas , até mesmo dentro dos nossos próprios lares não havia tranquilidade, e a impunidade falou mais alto.


FEVEREIRO DE 2017 






2017 foi o ano de protestos violentos, agressões verbais até mesmo por futuros candidatos à presidência 2018 , ás redes sociais mais uma vez foi palco da intolerância política brasileira .




MARÇO DE 2017





O fora Temer foi em 2017 um dos bordões mais conhecidos dessa geração, e para um presidente com pouca popularidade Michel temer até que não ficou tão ruim assim na boca do povo.






ABRIL DE 2017




Infelizmente 2017 deu lugar a cenas tristes, crianças mortas e feridas e inocentes em meio a conflitos , no Brasil crianças morreram vítimas de bala perdida devido a violência absurda e na fila de hospitais vitimas de políticos corruptos que desviam o dinheiro destinado à saúde pública, são crianças e mais que isso são inocentes nas mãos de inconsequentes.  

MAIO DE 2017




Em 2017 o brasileiro teve que dar seu jeitinho, em meio a crise e em meio a insegurança o jeito era sacudir a poeira e dar a volta por cima no eterno jeitinho brasileiro de ser. 
Infelizmente 2018 é ano de eleição e até que nós gostaríamos de ver ás coisas mudarem , mas sabemos que isso não irá acontecer  , 2018 será mais do mesmo , alguns partidos com nome novo e os mesmos políticos corruptos de sempre. 


JUNHO DE 2017




Ver uma cena dessas e não refletir é praticamente impossível , em um mundo onde 870 milhões de pessoas sofrem com subnutrição e onde 12,5% da população mundial passam fome , é lamentável ver tanta gente jogando comida no lixo, tanta gente ainda sendo fiel ao desperdício, que em 2018 seja repletos de pessoas mais conscientes é o que esperamos para o ano novo e os próximos anos.  


JULHO DE 2017


2017 foi o ano da nudez, a nudez foi vista no museu e chocou o Brasil , foi vista em protestos e foi notícia no mundo e foi vivida de forma intensa porém mesmo com pouca roupa e muitas das vezes sem nada , percebemos que mesmo que a  nudez não foi capaz de esconder o vazio de si que muitas pessoas sentem... 
2018 é ano de eleições porém a campanha eleitoral começou cedo, 2017 foi simplesmente o ano que o brasileiro sentiu mais vergonha dos seus representantes , porém os políticos são assim mesmo , não pode ver uma vergonha que já quer passar.. 


ver crianças assim e não ter o mínimo de compaixão é surreal é desumano, até onde vamos com tanto ódio guardado?  

AGOSTO DE 2017




A violência do mundo se retrata no cotidiano do nosso Brasil , qualquer cena degradante lá fora ou por aqui não é mera coincidência. 


SETEMBRO DE 2017






Tudo começa na educação e enquanto não houver o devido respeito e tratamento com a profissão que ensina todas ás outras profissões , o mundo vai ser esse caos de insanidade e violência atual sem fim.


OUTUBRO DE 2017











Triste, porém real , crianças em meio a insegurança e marginalidade, eternamente dependentes de um sistema corrupto onde o pai político e já idoso colocar seu filho para continuar a roubalheira de sempre.  


NOVEMBRO DE 2017







2017 foi um ano de surpresas até mesmo para assuntos irrelevantes como o futebol , não que futebol não seja importante , mas diante dos problemas do mundo a Itália fora da copa 2018 não é lá tão grave assim.


DEZEMBRO DE 2017








































O que podemos ver no ano que ainda não terminou é apenas um reflexo da nossa própria ignorância , da nossa própria arrogância de querer sempre mais e mais e nunca está satisfeito com nada , são guerras em troca de poder, inocentes morrendo em todo mundo , poderosos se enchendo de orgulho e no meio de tudo isso pessoas de bom coração fazendo boas ações para não dar tudo como perdido.